Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Coninhas

Ser Coninhas é um Direito!

Coninhas

Ser Coninhas é um Direito!

SAFA!?!

Um sujeito casado volta de uma viagem de negócios à China, onde aproveitou para conhecer algumas “garotas”.

Dias depois do regresso, o seu pénis ficou todo verde. Parecia sorvete de pistáchio: verde e flácido. Da maneira que pode, ele esconde isso da mulher e vai consultar um médico.

O médico examina-o e sentencia-lhe:

“Ahaa...! Você foi à China não?”

“É verdade”.

“E conheceu lá umas “garotas”, não?”

“É verdade!”

“Infelizmente isso não tem cura. Vamos ter de cortar”.

O sujeito não acredita no que ouve e vai consultar outro médico, mas o diagnóstico é o mesmo.

Em desespero, procura urologistas, especialistas, catedráticos e todos, sem excepção, confirmam o diagnóstico.

Arrasado e sem saída, decide confessar as suas escapadelas à mulher que, depois de uma grande discussão, compadece-se do marido e o aconselha-o a procurar um médico chinês, um especialista em urologia na própria China.

“Afinal, eles devem estar acostumados com essa doença”.

O sujeito volta à China e marca uma consulta com o médico mais consagrado do país.

Ao examiná-lo, o médico dá uma risota:

“Hehehehe! O senhor esteve aqui na China lecentemente...non?”

“É verdade”.

“E o senhor teve umas aventuras com as “galotas”...non?”

“É verdade”.

“E o senhor foi ver médico poltuguês...non?”

“É verdade”.

“E médico poltuguês disse-lhe que telia que cortar... non?”

“É verdade”.

“Médico poltuguês não sabe nada! Não plecisa cortar”.

O sujeito nem acredita! Quase desmaia de tanta emoção, sai a pular pelo consultório, abraça e beija o médico. O seu pesadelo acabou!

“Então, existe tratamento para isto?”

“Não, mas não plecisa cortar... cai sozinho!”