Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Coninhas

Ser Coninhas é um Direito!

Coninhas

Ser Coninhas é um Direito!

O NEURÓNIO

É enviado um neurónio ao cérebro de um homem.

Ele chega, entra e não encontra nada.

“Há alguém aqui?” - pergunta baixinho.

“HÁ ALGUÉM AQUI? OOOLÁAAA! NÃO HÁ NINGUÉM...? snif, snif...”

O pobre neurónio encontrava-se sozinho ali.

Começou a ficar muito triste e seguia lamuriando-se:

“Eu aqui tão sozinho...”

De repente, ouve um ruído de alguém que se aproximava...

Era outro neurónio que, ao vê-lo, pergunta:

“Que fazes aqui sozinho? Porque choras?”

“Porque pensava, snif... que não havia ninguém e que ia ficar aqui para sempre sem companhia... snif...”

“Tás maluco? Somos imensos! Estamos é todos lá em baixo, na outra cabeça, onde há uma g'anda festa... Eu só subi para vir buscar gelo!”